TRANSPORTE

 

Portos

Responsável pela maior parte da importação e exportação de produtos no país, o setor portuário cresce sua participação na economia a cada ano. Após a nova lei dos portos, Lei 12.815/13, e por ser considerado setor prioritário para investimentos dentro do governo, é esperado uma continua expansão do setor portuário brasileiro nos próximos anos impulsionados principalmente por investimentos privados.

Aeroportos

Responsável pelo trânsito nacional e internacional de pessoas e carga no país, o setor aeroportuário passou por um crescimento expressivo nos últimos anos, onde o número de passageiros mais que triplicou nos últimos 10 anos (SAC/PR). As concessões de aeroportos federais foram responsáveis em grande parte por esse crescimento e esse é o caminho de expansão do setor no país para os próximos anos.

Mobilidade Urbana

Com o crescimento desordenado das cidades no Brasil, a Mobilidade Urbana tornou-se um dos principais desafios dos gestores públicos. A crescente demanda da população por quantidade e qualidade de transporte público, visto nas manifestações de 2013, e a Política Nacional de Mobilidade Urbana (Lei n° 12.587/2012), que visa privilegiar o transporte não motorizado sobre o motorizado e o transporte público coletivo sobre o individual motorizado, promovem o aumento de investimentos nesse setor. Para solucionar o vácuo de investimentos no setor, seriam necessários R$ 234 bilhões, segundo o BNDES. Esses investimentos seriam realizados em Metrôs, VLTs, Monotrilhos e BRTs visando aumentar a qualidade de vida da população ao cooperar com a circulação e acesso amplo e democrático ao espaço urbano, de forma mais rápida, eficiente e ecologicamente sustentável.

Rodovias

A melhoria da malha rodoviária brasileira é um dos maiores desafios que o estado encontra para redução do custo logístico do país. A matriz rodoviária corresponde a 61% do transporte da produção nacional de bens e, atualmente, dos mais de 1,7 milhões de km de rodovias, apenas 12% são pavimentados.

Ferrovia

O modal ferroviário se caracteriza por transportar grandes quantidades de carga à um baixo custo para longas distâncias. Apesar das características do modal e das dimensões continentais do Brasil, o setor ferroviário corresponde à apenas 21% do transporte de toda a produção nacional de bens. O setor é tratado como prioritário pelo governo para destravar gargalos logísticos e reduzir custos de transporte. O setor tem investimentos privados significativos previstos para os próximos anos.

 

SANEAMENTO
SANEAMENTO
ÁGUA, ESGOTO
E RESÍDUOS
ENERGIA
ENERGIA
GERAÇÃO,
TRANSMISSÃO e
DISTRIBUIÇÃO
TRANSPORTE
TRANSPORTE
MOBILIDADE URBANA,
PORTOS, AEROPORTOS,
FERROVIAS E RODOVIAS
INFRAESTRUTURA SOCIAL
INFRAESTRUTURA SOCIAL
SAÚDE, EDUCAÇÃO,
ILUMINAÇÃO PÚBLICA, HABITAÇÃO,
ESTÁDIOS E PENITENCIÁRIAS
INVESTIMENTO PRIVADO
INVESTIMENTO PRIVADO
INVESTIMENTO EM
INDÚSTRIAS, EXPORTAÇÃO E
INTERNACIONALIZAÇÃO
ÓLEO E GÁS
ÓLEO E GÁS
REFINARIAS, FPSO E
INVESTIMENTOS NA CADEIA